O Anjo Veuliah


VEULIAH ( 13 de JULHO )

O Anjo : Este anjo destrói as forças dos inimigos e liberta os escravos, as pessoas deprimidas ou com vícios. Influencia na prosperidade das empresas e fortifica os que ocupam posição de destaque.

Influência : Quem nasce sob esta influência tende a ter um comportamento íntegro. Será célebre por seu trabalho, conquistando a confiança da sociedade pelos serviços prestados. Sua influência será notada entre as pessoas mais famosas, conhecidas e poderosas, obtendo glória e prestígio entre elas. Utiliza idéias modernas e ações estratégicas, para aprimorar seu trabalho e consolidar sua posição. Agirá sempre com prudência, evitando obstáculos, usando o bom senso e a inteligência para enfrentar os problemas. Observa cuidadosamente cada caminho, antes de dar o primeiro passo. Terá acúmulo de conhecimento, adquirido a custa de muito trabalho, que só uma mente privilegiada poderá desenvolver ao longo da existência. Será nobre, sincero e altruísta em seus relacionamentos, iluminando a todos com sua energia benéfica e inesgotável. Conquistará seu próprio espaço, por sua aut

Profissionalmente : Poderá fazer sucesso como empresário, político, cientista ou em qualquer atividade relativa à medicina. A pesquisa seria também uma escolha adequada, pois sua paciência poderia levá-lo à grandes descobertas.

Anjo Contrário : Domina a discórdia entre patrão e empregado ou entre sócios, a destruição de empresas, a catástrofe, a ruína, os acidentes, o apetite insaciável, o egoísmo sem limites, o dogmatismo, as intrigas e os maus conselhos.

Categoria : VIRTUDES
Príncipe : Raphael
Protege os Dias : 01/05 – 13/07 – 24/09 – 06/12 – 17/02
Número da Sorte : 12
Mês de Mudança : dezembro
Carta do Tarô : O enforcado
Está presente na Terra : Das 14h0 às 14h19
Salmo : 87


O texto acima pode ter um tom meio estranho quando lido aqui nesse módico espaço cirtual, sobretudo por quem me conhece e convive comigo, por saberem que, apesar de crer em Deus e nas histórias já tão difundidas da (e na) Igreja Católica, não sou uma pessoa lá tão apegada à religiosidade como parte da população. Falando de forma mais simplista, não vou à igreja, não fiz crisma ou primeira comunhão, rezo à noite, mas não toda noite e sim esporadicamente, e não tenho muito gosto para missas e similares.

Mas o que a maioria não sabe é que histórias me fascinam. Não interessa que tipo, que vertente ou que linha elas sigam. Isso tanto é verdade que, depois da faculdade de Jornalismo, e de certo tempo necessário para consolidar a carreira nessa área, pretendo fazer outro(s) curso(s) de graduação no Ensino Superior.
Antigamente, pensava em Direito, mas percebi que posso entende bem a legislação vigente e a (falta de) Constituição Federal por intermédio de livros de uma consistente bibliografia que corresponda aos termos.
Isso visto e categoricamente assimilado, pensei em que outros cursos eu poderia seguir. Ainda não cheguei em uma decisão final, mas desde o Ensino Médio, desenvolvi gosto por História (sobretudo Mitologia), Filosofia, Sociologia, Antropologia e (pasmem!) Teologia.
Não tenho a intenção de ser um “Iluminista dos Novos Tempos”, até porque, inevitavelmente, sou considerado formador de opinião só por ESTUDAR Jornalismo.

As atribuições e virtudes do Anjo Veuliah chegaram a mim por e-mail, enviado por uma pessoa muito querida para mim, e já citada em outras postagens. Li o texto umas três ou quatro vezes, e adorei o que meus olhos enxergavam.
Veuliah é um anjo poderoso, protetor, e é intimamente ligado à pessoas de fácil relacionamento. E isso eu realmente sou, não há como negar. Pego mesmo amizade facilmente.
E como sede de aprender nunca prejudicou ninguém, tentei ver no anjo similaridades comigo mesmo. Achei muitas, como por exemplo o fato de ele ser boa-praça.
Tá, tá…eu não sou tão boa-praça assim, mas quem me conhece sabe que sempre gostei de agradar os outros, afinal, quem não fica sem ar de tanto gargalhar ao ver os amigos na mesma situação?

É claro que vi coisas com as quais eu não me identifiquei. Não me vejo em qualquer área da Medicina e Política é, para mim, critério de discussão jornalística, e não profissão a exercer. A única relação trabalhista que identifiquei no texto foi como empresário. Todo jornalista pode abrir sua própria revista ou uma empresa de comunicações e assessoria de imprensa.
Minha paixão é mesmo escrever, e afirmo seguramente que jamais deixarei de fazê-lo, mas o futuro é um livro aberto com páginas em branco. É você quem faz. Se tiver de ser Gestor de Assessoria de Imprensa e Comunicações, assim será. A vantagem da nova safra de jornalistas é justamente discordar do antiquado pensamento de que assessor de imprensa é jornalista frustrado, que não deu certo e que só pensa em dinheiro.

Adorei principalmente a parte do “acúmulo de conhecimento”. Adoro aprender, e se puder aprender sempre mais, fico contente. Claro que conhecimento é uma arma, e como tal, não caino colo de ninguém.

É por isso que palavras como essas me motivam. Sempre dar duro, quebrar o pau mesmo, sabe? Dar o sangue por algo que se quer demais.
É assim que vivo minha parcela no eterno aprendizado que é a vida. Posso ensinar muita coisa para muita gente, mas muita gente vai me fazer ficar em silêncio para escutar.

Em um outro blog que tive há muito tempo, um professor leu palavras minhas e me elogiou. Farei uso delas uma vez mais e direi que “a gente aprende certas coisas sem perceber”.
Pode parecer sem sentido, mas não vou explicar a frase com palavras. Deixo para vocês fecharem os olhos e refletirem sobre o impacto que terá nas suas cabeças.

Nunca desperdice oportunidades e, acima de tudo, não SE desperdice. Sabe que pode, então vai e faz. A motivação é bem mais eficaz quando partida de si próprio.

Agradeço à pessoa por ter me mandado esse e-mail. Fazia muito tempo desde que escrevi um post tão grande.
De coração, o meu muito obrigado.

Anúncios

1 comentário

  1. Nossa!!!Não pensei que o anjo “veuliah” daria tanto assunto.Até me assustei, pois nunca li nada tão sério escrito por você.Não importa qual a religião, se vai ou não a missas. Todos têm um anjo da guarda ou como alguns preferem “um sexto sentido” aguçado.Sabe aquela voz que tenta te mostrar o certo, ou até te deixa sem vontade de fazer algo que já tinha 98% de certeza de que seria feito? Então… É ele, nos orientando, nos dando forças ou até nos testando, como é o caso do Anjo mau, conhecido como Lúcifer, que depois virou Satanás.A História dos anjos me fascina!Adorei!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s