Ouvindo: Yoñlu

O disco póstumo do jovem Yoñlu é simplesmente algo de outro mundo! Vinícius Gageiro Marques suicidou-se, na tenra idade de 16 anos. O fato se deu com o auxílio de internautas, através de um desses sites que proliferam pela internet, fazendo apologia à essa manobra letal, bem como anorexia, pedofilia, racismo e similares.

O menino se trancou no banheiro, pregando do lado de fora da porta um cartaz com os dizeres “Não entre: concentrações letais de monóxido de carbono”. Mas deixou um testamento sólido, perfeito, e musicalmente influente. As músicas ficam na cabeça por horas e horas a fio, e fazem você murmurar as letras sem perceber. Simplesmente dispensa qualquer comentário. A sonoridade das músicas de tom depressivo acabam envolvendo o ouvinte de uma forma que o deixa imerso dentro da mentalidade do próprio artista.

A melhor música do disco (uma mórbida ironia, diga-se de passagem) é Suicide Song.

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s